REVISTA DO INSTITUTO HISTÓRICO E
GEOGRÁFICO DE CÁCERES (ISSN 2676-041X)

1. A Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Cáceres publica artigos, ensaios e resenhas originais em português, no âmbito da cultura, memória e identidade.

 

2. Os artigos devem estar acompanhados de uma carta de encaminhamento com nome, e-mail, telefones e endereço completo dos autores.

 

3. O recebimento dos textos, sua aceitação ou recusa serão comunicados aos autores pelo Conselho Editorial da revista.

 

4. Será fornecido acesso gratuito aos autores.

 

5. Os trabalhos deverão ser digitados em Word for Windows, obedecendo à formatação a seguir:

 

a) Configuração de página:

- Tamanho do papel: A4

- Margem superior e esquerda: 3,0 cm

- Margem inferior e direita: 2,5cm

- Medianiz: 0 cm

 

b) Título do trabalho:

- Times New Roman 12, negrito, alinhamento centralizado.

 

c) Nome do autor seguido de nota de rodapé, com o nome da instituição e titulação.

- Autor: Times New Roman 10, negrito.

 

d) Artigos:

- O título do texto deverá vir em português e inglês;

- O texto deverá vir acompanhado de um resumo (até 10 linhas) e 05 palavras-chave em português e em língua inglesa, em Times New Roman 10, alinhamento justificado, com espaçamento simples entre linhas.

- Redação do texto: Times New Roman 12, alinhamento justificado, com espaçamento 1,5 entre linhas, margem 1,5 de primeira linha.

- As citações acima de três linhas deverão ser recuadas 4,0 cm da margem esquerda, com alinhamento justificado, sem aspas e sem itálico.

 

e) As referências devem vir ao fim do artigo, e não em notas de rodapé.

 

f) As notas explicativas deverão vir em notas de fim, e não no rodapé.

 

g) As citações e referências devem ser feitas de acordo com as normas da ABNT vigente, cujo atendimento se constitui em um critério para aprovação do texto para publicação.

 

h) As citações no corpo do texto e recuadas seguirão o seguinte modelo:

- Citações Diretas: citações no corpo do texto menores que três linhas, entre aspas.

- Se a citação ocupar um espaço maior que três linhas, deve ser: destacada do texto, recuada, com corpo menor e sem aspas. Ex.: fonte 12 no texto, fonte 10 na citação.

[...] quase todos os exemplos de dialetos literários são deliberadamente incompletos. O autor é um artista, não um linguista ou um sociólogo, e sua proposta é antes literária que científica. Realizando seu compromisso entre a arte e a linguística, cada autor toma sua própria decisão a respeito de quantas peculiaridades da fala de seu personagem ele pode representar de forma proveitosa (IVES, 1950, p.138).

- Corte da citação: deve ser grafada com [...].

- Incorreções: a expressão latina [sic] deve vir seguida da palavra grafada incorretamente.

- Citação de citação: seguida das expressões apud e sobrenome do autor da obra consultada, fazendo-se desta última a referência bibliográfica completa.

 

i) As referências devem obedecer ao alinhamento à esquerda e deverão ser nos seguintes moldes (Deve estar escrito apenas REFERÊNCIAS, e não referências bibliográficas):

 

Livros como um todo:

ARROJO, R. Oficina de tradução: a teoria na prática. São Paulo: Ática, 1992.

 

Capítulos de livros:

- Autor do capítulo diferente do responsável pelo livro todo:

ALKMIN, T. M. A variedade linguística de negros e escravos: um tópico da história do português no Brasil. In: MATTOS E SILVA, R. S. (Org.). Para a história do português brasileiro. São Paulo: Humanitas, 2001, p. 317-335.

- Único autor para o livro todo: substitui-se o nome do autor por um travessão de 6 toques após o "In" PRETI, D. A língua oral e a literatura: cem anos de indecisão. In: ______. A gíria e outros temas. São Paulo: EDUSP,1984, p.103-25.

 

Publicação periódica

MOLLICA, M. C. Por uma sociolingüística aplicada. DELTA, São Paulo, v. 9, n. 1, p.105-111, 1993.

 

Dissertações e teses

HATTNHER, A. L. Uma ponte sobre o atlântico: poesia de autores negros angolanos, brasileiros e norte americanos em uma perspectiva comparativa triangular. 1998, 173 f. Tese (Doutorado em Letras) –Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo.

 

Artigo de jornal

ALMINO, J. A guerra do "Cânone Ocidental". Folha de São Paulo, São Paulo, 13 ago. 1995, p.3.